Aproveite as férias para cuidar da saúde ocular

Utilize o tempo livre das férias para fazer aquele check-up oftalmológico que você não conseguiu realizar durante todo o ano.

As férias chegaram. É hora de dar uma pausa na rotina e descansar. E se você trabalha o dia inteiro no computador, aproveite ainda para deixar os gadgets de lado e aliviar o estresse da visão, já que o uso em excesso dos aparelhos eletrônicos pode causar fadiga ocular e até uma falsa miopia, denominada espasmo de acomodação. “Não é uma miopia verdadeira, aquela em que ocorre vício de refração da luz, fazendo com que as figuras distantes fiquem desfocadas. Isto é causado pelo esforço contínuo da visão em focar objetos de perto”, explica o dr. Canrobert Oliveira, médico referência em refrativa do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB).
Mas só isso não basta. Utilize o tempo livre das férias para fazer aquele check-up oftalmológico que você não conseguiu realizar durante todo o ano. De acordo com a organização Retina Brasil, cerca de 7% dos brasileiros nunca foram ao oftalmologista. E apesar de 47% afirmarem que frequentam consultas regulares, 42% só visitam o médico quando têm alguma queixa. No entanto, não visitar o especialista ou deixar a consulta para última hora pode trazer conseqüências sérias. “80% das causas de cegueira no mundo poderiam ser tratadas ou controladas com o acompanhamento médico regular. Muitas doenças oculares são assintomáticas em estágio inicial, ou seja, a prevenção é fundamental para evitar qualquer perda visual”, afirma dr. Canrobert Oliveira.
Fique atento com a saúde de toda a família, começando pelas crianças. Algumas dificuldades de aprendizagem podem estar diretamente relacionadas com problemas de vista. Doenças como miopia, estrabismo hipermetropia e retinopatia da prematuridade, por exemplo, podem ser detectadas logo após o nascimento. “Todo recém-nascido deve fazer o teste do olhinho, que ajuda no diagnóstico precoce de doenças congênitas como a rubéola, a catarata, a toxoplasmose e o glaucoma. Além do teste do olhinho é necessário também realizar o exame de fundo de olho, onde podemos observar o comportamento de artérias, vasos e veias”, ressalta o oftalmologista.
A partir da adolescência, deve-se consultar um especialista mesmo se não houver sintomas e realizar um exame oftalmológico de rotina, isso porque a visão pode sofrer alterações naturais com o passar dos anos. Além disso, é preciso ficar atento quanto à idade. As principais causas de cegueira e deficiência visual em adultos e idosos, como catarata e glaucoma, estão associadas ao envelhecimento da população. “Para prevenir qualquer problema ocular é importante a avaliação da acuidade visual, aferição da pressão ocular e verificação do fundo de olho. Essas recomendações são para todas as idades e devem começar logo após o nascimento do bebê. Essas simples medidas contribuem para a redução dos casos de cegueira e, com certeza, trarão uma melhora na qualidade de vida dos pacientes”, completou o médico.